Fashion Revolution

Notícia amplamente coberta em todos os veículos de mídia tradicional e na mídia publicitária, o caso da Zara e as suspeitas de que seus fornecedores, oficinas de costura que prestam serviços à Zara no Brasil, estariam empregando profissionais em condições análogas ao trabalho escravo, voltaram à tona a discussão sob “bargain fashion”.

Na Europa, o movimento Fashion Revolution, presente em 71 países, realizou uma ação oferecendo a venda de camiseta a 2 euros, e as pessoas, ao tentarem comprar, eram surpreendidas com um vídeo bastante chocante.

Conscientizar a população é o objetivo, confira!

Por Fabiano Chiovatto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *